Vítor Figueiredo

Complexo Pedagógico, Científico e Tecnológico da Universidade de Aveiro

Vítor Figueiredo tem uma vasta obra, sobretudo ligada à área da habitação social, realizada nas décadas de 60/70.

 

Vítor Figueiredo (1929-2004) nasce na Figueira da Foz, licenciado-se em arquitetura na Escola Superior de Belas Artes do Porto em 1960.

Trabalha em atelier próprio em Lisboa desde 1965. Durante as décadas de 60 e 70 do séc. XX dedica a sua atividade ao projeto de habitação coletiva de custos controlados, em colaboração com as autarquias de Lisboa e Setúbal, com a Federação das Caixas de Previdência – Habitações Económicas (HE-FCP) e com o Instituto Nacional da Habitação (INH). Vítor Figueiredo – Projetos e Obras de Habitação Social 1960-1979

A sua arquitetura é depurada, simples. Algumas das suas intervenções são anónimas, como se um arquiteto não tivesse passado por ali nas palavras do próprio Vítor Figueiredo. A sua arquitetura potencia e valoriza o existente.

Foi galardoado com o Prémio da Associação Portuguesa dos Críticos de Arte em 1986, com o Prémio dos Programas Habitacionais de Setúbal em 1989 e com o Prémio Secil em 1998.

Para além da atividade de projeto deu aulas no Departamento de Arquitetura da Universidade de Coimbra e na Universidade Autónoma de Lisboa.

 

Obras

Olivais Sul - Celula C
Edifícios de Habitação de 4 pisos em Olivais Sul – Célula C

Lisboa, 1960

O edifício (…) é constituído por 20 fogos do tipo 2 quartos e 20 fogos do tipo 4 quartos, reunidos em grupos de 8 por escada de acesso e distribuídos por 4 pisos incluindo o térreo (…) in Memória Descritiva

Fotografia: Joao Goulart in Paixão por Lisboa

 

Peniche
Conjunto habitacional de 100 fogos em Peniche

Peniche, 1961-69

O conjunto habitacional divide-se em dois grupos: habitação em banda de um piso e habitação em banda de 2 pisos.

 

Conjunto Habitacional Santo Estêvão

Benavente, 1963

Inserido no segundo momento das obras apoiadas pelas Habitações Económicas, as Casas Construídas Através de Empréstimo (CCAE).

 

cinco dedos
Cinco dedos / Lotes 249 a 253 do Plano de Urbanização de Chelas

Lisboa, 1973-75

Conjunto habitacional formado por 5 edifícios dispostos em leque, com uma volumetria estreita e  cércea de 9 pisos. Os blocos estão implantados de acordo com a morfologia do terreno e a Rua Pardal Monteiro, tangente ao conjunto.

 

ESAD
Escola Superior de Artes e Design

Caldas da Rainha, 1990-1996

A Escola Superior de Artes e Design é composta por dois longos corpos, um recto e um curvo. Articulam-se entre si por uma praça à cota baixa e uma ponte à cota alta que liga as comunicações verticais dos dois edifícios. A ruína do antigo Hospital de Santo Isidro foi recuperada e nela funciona o Bar e Associação de Estudantes. A obra foi galardoada com o Prémio Secil de Arquitetura em 1998.

Fotografia: Béhance

 

Pólo da Mitra
Pólo da Mitra da Universidade Évora

Évora, 1992-1995

A Herdade da Mitra, o pólo tecnológico da Universidade de Évora, localiza-se a cerca de 12km da cidade, na estrada das Alcáçovas.

O edifício constitui-se num pórtico, maciço em baixo e laminar em cima, tendo cobertura em telha.

 

 

Olivais Sul - Celula C
Edifícios de Habitação de 7 pisos em Olivais Sul – Célula C

Lisboa, 1960

O edifício (…) é constituído por 28 fogos do tipo 2 quartos, 28 fogos do tipo 3 quartos e 14 fogos do tipo 4 quartos, distribuídos por 7 pisos e em três corpos que se articulam pelos nós de acesso vertical (…) in Memória Descritiva

 

Igreja Sagrado Coração de Jesus
Igreja do Sagrado Coração de Jesus

Lisboa, 1962-70

A igreja deve o seu projeto aos arquitetos Nuno Teotónio Pereira, Vasco Lobo, Nuno Portas e Victor Figueiredo. Recebeu o Prémio Valmor de 1975 atribuído “ex-aequo” com a Fundação Calouste Gulbenkian.

Fotografia: Rui Alexandre Cavaleiro

 

Bairro da Companhia da Fiação

Torres Novas, 1964

Inserido no segundo momento das obras apoiadas pelas Habitações Económicas, as Casas Construídas Através de Empréstimo (CCAE).

 

Convento dos Remédios
Reabilitação do Convento dos Remédios em Évora

Évora, 1978-2003

O Convento dos Remédios data de 1606, sendo a igreja sagrada em 1614. O projeto de reabilitação visa a adaptação do edifício a instalações do Departamento de Ar​queologia, do Grupo Eborae Musica, e alguns espaços expositivos. Em 2016 é também nele instalado o Núcleo Interpretativo do Megalitismo.

 

Igreja em Albergaria dos Fusos
Igreja da Nossa Senhora do Outeiro em Albergaria dos Fusos

Cuba, 1990-1991

Projeto em co-autoria com Jorge Cruz Pinto. O templo tem planta quadrada com abóbada. Na fachada principal um pórtico ritmado por colunas acentua a horizontalidade.

Fotografia: Geocaching

 

Aveiro
Edifício do Complexo Pedagógico, Científico e Tecnológico da Universidade de Aveiro

Aveiro, 1997-2000

O edifício apresenta uma forma curva, assente em pilares, que conjuntamente com a fachada formada por frestas ritmadas, garantem ao conjunto grande leveza.

Related Posts