4 projetos portugueses na “shortlist” do prémio Mies van der Rohe 2017

Mies van der Rohe 2017

Quatro obras portuguesas na lista dos 40 finalistas ao prémio Mies van der Rohe 2017: MAAT, Museu Nadir Afonso, sede da EDP e uma moradia em Oeiras.

 

O prémio Mies van der Rohe foi lançado em 1987 pela Comissão Europeia e pela Fundação Mies van der Rohe. É atribuído de dois em dois anos. Na edição deste ano teve sete jurados, entre os quais o arquiteto português Gonçalo Byrne.

Da lista inicial de 356 projetos selecionados para a atribuição do prémio Mies van der Rohe, treze projetos eram portugueses. Quatro passaram à fase seguinte. O MAAT de Amanda Levete, a nova sede da EDP do atelier Aires Mateus, o Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso de Álvaro Siza e uma moradia em Oeiras de Pedro Domingos.

Mas os portugueses acabaram por ficar fora da lista final dos cinco candidatos ao Prémio Europeu de Arquitectura Mies van der Rohe. A entrega do prémio ao vencedor será a 26 de maio, em Barcelona.

 

Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia (MAAT) – Lisboa

Amanda Levete (arquiteta britânica)

© João Freitas Farinha – Fotografia

Sede da EDP – Lisboa

Aires Mateus

© Hugo Hebrard

Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso – Chaves

Álvaro Siza Vieira

© Fernando Guerra | FG+SG

Moradia – Oeiras

Pedro Domingos

© João Carmo Simões

Related Posts